Pesquisar neste blog

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Feliz Natal = Ótimo 2010


A imagem, enviada por Danielle Crepaldi Carvalho, veio bem a calhar.

Outro revisor que tirou folga.

Observações rápidas, para sobrar tempo para curtir o dia de Natal:
- Faltou vírgula depois de "Para todos nós".
- Faltou pontuação entre as 3 frases.
- As aspas são dispensáveis, não acham?
- Repararam no paralelismo das maiúsculas de Show e Aplausos?
- E no de Feliz Natal e Ótimo?
- Agora, o principal, "e" virou "é" em "Feliz Natal é Ótimo 2010". O acento mudou completamente o sentido, mas até que foi bom, pois virou o assunto natalino do blog.

Feliz Natal a todos!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Ortografia - "cururgia"


O que uma letra trocada não faz com um título...

A imagem foi enviada por Danielle Crepaldi Carvalho.

Nós duas chegamos à conclusão de que o revisor foi dispensado para o Natal antes da publicação da revista. Sem dúvida. Creio até que o editor e o diagramador também tenham saído antes para as Festas.

Falar sobre o erro é o de menos, não é? As letras "i" e "u" ficam lado a lado no teclado, e digitar errado na pressa (ou na distração) é muito fácil. No caso do título, "cirurgia" virou "cururgia".

O efeito hilário é reforçado pela foto. Será que Freud explica?

sábado, 14 de novembro de 2009

Pra não dizer que não falei dos clássicos


Erro clássico até a última colherada açucarada.

Concordância básica: adjetivo concorda com substantivo. Não pode discordar, não ainda na norma culta falada e escrita.

Doce caseiro, doces caseiros.

Bom que está certinho no logotipo.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Vocativo não marcado


Leitor, a palavra que acabei de usar para te chamar está na posição de vocativo.

Oi, amiga!

Amigos, vocês são especiais!

Querido, gosto muito de você!

Notou, prezado leitor, os vocativos que usei? Notou, também, que eles são separados por vírgula? Pois foi o que faltou na faixa, além do acento em "Automatico".

Do jeito que está, a palavra "Cancelas" parece adjetivo: motoristas prudentes, motoristas apressados, motoristas cancelas.

Motoristas, cancelas com fechamento automático.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Passeio no bosque: a lanchonete

Sessão passeio no bosque: pausa para o lanchinho.

Faltou hífen em cachorro-quente, errinho comum.

Assustei quandovi acendo agudo em "suco". Por essa eu não esperava. (Ah, seria uma jarra com vários sucos dentro?)

Desisti do cachorro-quente e do suco. Olhei ao lado e constatei a dúvida cruel do autor: milho cosido ou cozido? (Com "z", ok?)

Mais um sustinho básico depois que vi uns sinais entre o símbolo monetário e o valor (R$ = 6.00 e R$ - 2,50). Reparou no ponto em vez da vírgula no valor do lanche? Bom, só deve haver um espaço entre R$ e o número, mais nada.

Continuei o passeio sem comer nada naquela parada, mas valeu pelas fotos.

Promoção invertida


A imagem foi enviada pela minha amiga Danielle.

Gosta de Renato Russo? Então leve um livro sobre ele de R$ 24,80 por R$ 44,80. Uma pechincha!

Não é um atentado à língua portuguesa, mas não deixa de ser um caso de falta de revisão.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Tipos de letra



Repare na palavra "reconstrução". Não, não tem erro. Só está com dois tipos de letra. Começa de um jeito e termina de outro. Coloquei a foto aqui porque isso também é da competência dos revisores. Mas tem mais...

"Cauterização" está sem cedilha. É provável que o sinalzinho tenha caído, assim como o fim da palavra "reconstrução", que depois foi reconstruída.

Já a grafia de "sobrancelha" merece nota 10.

Ortografia – "croyssante"


Não há muito o que dizer. A grafia correta dessa delícia é croissant.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

"Se Deus é pornos..."


Uma amiga enviou esta imagem.

Preste atenção ao que está escrito embaixo do nome: "Se Deus é pornos quem será comtra nós".

Uma enquete foi criada para que o leitor deste blog votasse nas correções necessárias, que são quatro. Das pessoas que votaram na enquete, 77% acertaram os ajustes que devem ser feitos na frase: letra b) Ortografia (2 erros), vírgula (1), interrogação (1).

Frase corrigida: Se Deus é por nós, quem será contra nós?

(postagem atualizada em 1º/9/2009)

Acentuação – "preferêncial"


Preferência tem acento, mas preferencial não.

Pre-fe-rên-cia é paroxítona terminada em ditongo e, como tal, tem sua sílaba tônica acentuada. Já a tônica de pre-fe-ren-ci-al é "al". Bem distraído quem manteve o acento de uma palavra em outra.

(Este post foi corrigido em 25 de maio de 2012, após a leitora Roberta me alertar sobre um erro com a palavra "preferência", que é paroxítona, não proparoxítona. Obrigada pelo alerta!)

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Crase e ortografia – "café d'manhã"


Café d'manhã. Um erro nunca antes visto por mim, nem sequer imaginado. Ótimo para o blog, mas... Como explicar isso?

A função do apóstrofo é a chave para entendermos esse caso.

Duas postagens depois desta, você verá uma explicação sobre o apóstrofo. Aqui está um trecho dela: "Em português, o apóstrofo indica a omissão de fonema/letra. Exemplo: copo de água = copo d'água.". Ok. Por essa explicação simplificada, é possível dizer que café d'manhã esteja certo, já que uma letra foi omitida.

Não conformada, fui ao Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, o novo, para ler tudo sobre o apóstrofo. Esse sinalzinho é empregado para assinalar, dentro de algumas palavras compostas, a elisão (supressão, eliminação) da letra "e" da preposição "de" antes de substantivos: cobra-d'água, mãe-d'água, pau-d'alho etc. Interessante notar que acontece antes de palavras iniciadas por vogais. O iDicionário Aulete, no verbete original de "elisão" ainda acrescenta que pode ocorrer antes de "h".

Sendo assim, a grafia "café d'manhã" está errada por dois motivos: o "a" foi suprimido (a regra é com o "e") e "manhã" não começa com vogal nem "h".

Vale lembrar que é palavra composta e sua grafia correta é café-da-manhã.

Sobre o "8:00 ás 10:00": o acento agudo no "a" está errado. Uma crase estaria certa se tivéssemos "das 8:00 às 10:00" (que significa de+as 8:00 a+as 10:00).

Negrito


Para mim, é uma falha muito visível. Faltou negrito na letra V. Será que todos percebem? Fico aqui tentando imginar como esse texto foi composto para faltar um negrito em uma letra... Ah, mais uma pergunta: por que, além da falta de negrito, a letra V está em maiúscula no meio da frase? Um destaque Desnecessário.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Alguns errinhos comuns


Texto retirado de um e-mail. Clique na imagem para ampliar.

Marquei quatro errinhos comuns: "à vocês", "perca de", "etc" e "PC's".

Já escrevi em postagem anterior sobre a crase em "à vocês". Repito aqui um trecho: "Você" não é uma palavra que tem um artigo definido feminino ("a"). Nem é uma palavra que varia entre masculino e feminino (*o você e *a você). Sendo assim, aquele "a" é só uma preposição. E uma preposição sozinha não faz crase.

Também já comentei sobre o plural feito com apóstrofo: O correto é PCs. Não se usa o apóstrofo ( ' ) na formação de plural. Em português, o apóstrofo indica a omissão de fonema/letra. Exemplo: copo de água = copo d'água.

Já sobre o etc. são duas considerações. Primeiro, a vírgula antes dele. Não é errado, mas tem gente que não usa e também está certa. É um caso de longas discussões entre gramáticos, pois há justificativas para se usar e para não se usar. Segundo, o ponto. Obrigatório e ponto. Etc. é abreviação de et cetera (= e outras coisas; e assim por diante) e mesmo no meio da frase o ponto o acompanha.

Mas e o "perca de", estrela do post? Perca ou perda?
Repito aqui o que publiquei em outro blog: As duas formas estão certas, mas há diferenças no uso. "Perda" é um substantivo que quer dizer privação de algo ("perda da casa", "perda de tempo", "perda total"). Já "perca" é a forma do verbo perder flexionada nos modos subjuntivo e imperativo ("você quer que eu perca", "você quer que ele perca", "não perca essa chance").

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Crase – Frango a passarinho


Duas fotos de uma vez: "Frango à passarinho" e "Frango a passarinha".

O correto é frango a passarinho. Sem crase e no masculino. Não é "à moda de". Passarinho refere-se ao tipo de corte feito no frango. Não há uma separação precisa de coxa, asa, peito etc. O frango é cortado em pedaços pequenos, com formatos semelhantes a passarinhos.

É comum?


Vi em uma loja de guloseimas em São Paulo. Confesso que achei engraçado. É uma palavra comum? Alguém conhece? Biscovilho para biscoito de polvilho? Boa aglutinação.

Imagino agora que seja a marca do biscoito. Será? Passei tão rápido que nem tive a ideia de ver se era nome próprio.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Dois-pontos em lugar inusitado


É meu xodó. Adorei a solução encontrada para fazer a relação entre as palavras custo e benefício. Já vi de várias formas: custo-benefício, custo–benefício, custo/benefício. Mas com dois-pontos é sensacional. Inusitado.

Para esclarecer: o correto é com hífen.

Ortografia – "thichet"


Imagino que o pensamento tenha sido algo assim: "Eu sei que tem umas partes incrementadas na palavra... veio do inglês... onde será que coloco o h?".

Em tempo: ticket ou tíquete.

domingo, 25 de janeiro de 2009

Pontuação estranha


Quem enviou essa imagem foi a Danielle Crepaldi Carvalho. É um outro caso de pontuação muito estranha. O primeiro que coloquei aqui é Recado curto que precisa ocupar bastante espaço.

Clique na imagem para ampliar. Mesmo assim, vou reproduzir aqui o trecho:

"Seja você mesmo o Diretor de sua filmagem e depois. Grave tudo o que quiser com o Gravador DVD XXXX. Design slim, com opções de legendas, dublagens, ângulo da câmera e muito mais."

Como justificar um ponto-final depois de depois? Parece uma palavra que sugere o término de alguma coisa nesse contexto? Não precisa de nada depois dela?

O pior é constatar que não foi um erro de digitação (a intenção teria sido a de digitar uma vírgula?): é bem claro que uma nova frase começa ali, com letra maiúscula. Incrível.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Ortografia – "acupultura"


A primeira contribuição da minha mãe para este blog. A foto é dela.

Acupuntura virou acupultura. Na sonoridade, a diferença é pouca.

A questão que fica, no entanto, não é ortográfica: o profissional de acupuntura não percebeu o erro? Será que ele é bom mesmo?

Frase minha que é sempre válida: A impecável apresentação de um trabalho é a primeira mostra de sua qualidade.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Pegadinha


Mesmo com a foto embaçada, é possível ler claramente "CREPES DOCE". Errinho um tanto quanto comum de concordância. Só que a foto não está aqui por causa do "s" que falta nos crepes doces.

Olhe atentamente para o item 42: ROZ BIFE. O que seria um bife de roz?

Rosbife, de acordo com o Dicionário Houaiss, é "tipo de assado ou fritura de alcatra ou filé bovinos, bem tostado externamente e sangrante na parte central, servido em fatias".

Em tempo: ponto positivo para o peito de peru sem acento.