Pesquisar neste blog

domingo, 23 de maio de 2010

Ortografia – "Sain't Tropez"


Esse erro me pareceu, de cara, meio cômico.

Pense na linha de raciocínio que levou alguém a escrever "Sain't Tropez"?

Quem entende um pouco de inglês percebe que essa forma do apóstrofo antes do "t" é usado para abreviar/aglutinar formas negativas: "do not" vira "don't", "will not" vira "won't", "are not" vira "ain't". (Os entendidos em inglês me corrijam, por favor, se errei a explicação. Inglês não é, ainda, um idioma que eu domine.)

Alguma semelhança com "Sain't" não é mera coincidência.

Saint-Tropez é francês (com hífen mesmo). Mais especificamente, o nome de uma cidade e de uma praia na França. O curioso é que a praia não fica na cidade de mesmo nome, mas, sim, na do lado. (Os entendidos em francês - ou turismo - me corrijam, por favor, se errei. Francês também não é, ainda, um idioma que eu domine.)

3 comentários:

Luis Lagarto disse...

telma! tudo tranquilo??
então: na verdade, "are not" contrai-se em "aren't". ;)
"ain't" é uma forma muito comum no inglês coloquial, com muitos usos: "that ain't nothing", "i ain't going out like that", "you ain't going nowhere, nuh-uh, no, sir", "they ain't the yankees"...
é tudo uma combinação de buracos gramaticais (o inglês moderno tem pedido muitas formas novas pra suprir essas ausências), lei do menor esforço e variação de ênfase, além, claro, de regionalismos e marcas de certos grupos sociais/etários.
be that as it may, "sain't" tropez ain't no small typo, that it ain't. ;)
bj!

Luis Lagarto disse...

ah: podia postar sem usar caixa alta?
eu supermepermiti.
qualquer coisa, digo que é homenagem a e. e. cummings hehe

Telma Iara disse...

Luis!
Obrigadíssima pela explicação e pela correção!!! Faltava aqui seu comentário...
é claro que podia escrever em baixa. você manda! superpermitido.
bjs