Pesquisar neste blog

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Posição do símbolo de porcentagem


O anúncio no vidro da escola (!) ficou poucos dias. Ainda bem.

Pacote intensivo
%50 30%

Foi a primeira vez que vi o símbolo de porcentagem (%) colocado antes do número. Se tem gente que não sabe a posição dele, é bom que a foto esteja aqui e com a instrução correta. (Talvez tenha sido um caso de dúvida, porque o segundo número estava correto.)

O correto é 50%. O sinal de porcentagem sempre vem depois do número. Sem espaço.

Vale acrescentar que esse sinal não pode ser omitido no primeiro número quando escrevemos mais de dois números. Exemplo errado: de 10 a 20%. Assim é como se fala, mas não deve ser escrito. Exemplo correto: de 10% a 20%.

A partir de agora acertaremos sempre, certo?

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Crase – "à fatia" e "a base de"


A foto foi enviada por Thales Fontanetti, professor de inglês, músico e amigo querido.

As "sobremesas deliciosas" não são da série "doces caseiro". Nesta, o problema é a concordância. Aqui o problema é a crase. O que há em comum? Todas essas delícias engordam.

O anúncio mandou bem ao grafar o valor da sobremesa (R$ 4,40, com espaço depois do cifrão), mas errou nas crases - sobrou uma e faltou outra.

A que sobrou: fácil, está bem no meio do anúncio, é a única. Sobrou porque esse "a" não significa "para a", mas sim "cada". Cada fatia está por apenas R$ 4,40. Invertendo a ordem: R$ 4,40 cada fatia.

A que faltou: a da torta holandesa, que é feita "à" base de manteiga, açúcar e creme de leite. Sempre "à base de".

Para engordar menos, prefiro agora uma fatia de fruta.