"Cujo eu" e muitos outros erros

Clique na imagem para ver o "cujo eu" em seu tamanho normal. A letra é pequena, mas o erro me causou grande espanto.

De acordo com o autor, quem "feiz" a ultrapassagem foi o condutor do Vectra e não o da caminhonete, "cujo ele" (para usar sua construção) estava dentro.

Vamos ao dicionário Houaiss: o pronome relativo cujo "relaciona dois substantivos, um antecedente e outro conseqüente, sendo este último possuidor de algo (qualidade, condição, sentimento, ser etc.) designado pelo primeiro". Exemplo: Este é o livo cuja capa foi premiada.

O pronome pessoal "eu" e não se encaixa no uso depois de "cujo", onde se espera um substantivo.

O cujo (ou dito-cujo), autor do texto e vítima do acidente, teria escrito acertadamente se tivesse escrito "em que" ("caminhonete em que eu estava").

Comentários